Tendo sido atribuída uma Menção Honrosa, na categoria de Melhor Museu Português, pela APOM, o Museu Municipal de Almeirim é um espaço de cultura e tradição onde pode viajar no tempo e redescobrir a história de um povo à beira Tejo plantado.

Having won an award for Honourable Mention for Best National Museum, by APOM, the Municipal Museum of Almeirim is a place of culture and tradition where you can travel back in time and rediscover the history of a people on the verge Tagus planted.

quinta-feira, 11 de maio de 2017

terça-feira, 9 de maio de 2017

Dia da Mãe 2017

Leques e mais leques e muita cor... foi assim a celebração do Dia da Mãe no Museu!



O Oleiro volta ao Museu

Depois do primeiro ciclo, tal como prometido, este mês de Maio é dedicado aos meninos do pré-escolar, que vêm ao Museu ver o Oleiro, uma das profissões mais antigas e cada vez mais raras.

quinta-feira, 4 de maio de 2017

Novas do Museu

Resultado de imagem para poema dedicado à mãe

Sábado, dia 6 de Maio, faremos um ateliê dedicado às Mães. O Dia da Mãe no Museu será celebrado neste dia, das 14h30 às 17h30. 
Apareça!


Ainda este mês...
...celebramos o feriado municipal, a Quinta-feira da Ascensão, no Museu. Convidamos todos os que queiram participar! A concentração será às 9h30 no Museu e iremos apanhar a espiga.
O Dia da espiga ou Quinta-feira da espiga é uma celebração portuguesa que ocorre no dia da Quinta-feira da Ascensão com um passeio matinal, em que se colhe espigas de vários cereais, flores campestres e raminhos de oliveira para formar um ramo, a que se chama de espiga. Segundo a tradição o ramo deve ser colocado por detrás da porta de entrada, e só deve ser substituído por um novo no dia da espiga do ano seguinte.
dia da espiga era também o "dia da hora" e considerado "o dia mais santo do ano", um dia em que não se devia trabalhar. Era chamado o dia da hora porque havia uma hora, o meio-dia, em que tudo parava, "as águas dos ribeiros não correm, o leite não coalha, o pão não leveda e as folhas se cruzam". Era nessa hora que se colhiam as plantas para fazer o ramo da espiga e também se colhiam as ervas medicinais. Em dias de trovoadas queimava-se um pouco da espiga no fogo da lareira para afastar os raios.

A simbologia por detrás das plantas que formam o ramo de espiga:
Espiga – pão
Malmequer - fortuna
Papoila - amor
Oliveira - paz
Alecrim – saúde
Videira - alegria


Estão todos convidados, basta aparecer!